A digitalização das operações é inevitável, para todos os setores. Mais do que uma tendência, este é um advento que inclui toda a sociedade e não há como voltar atrás Dentre os processos que estão sendo automatizados, o recrutamento digital é um dos componentes do RH do futuro. E está ganhando cada vez mais visibilidade por oferecer ótimos resultados para as empresas.

Por que o recrutamento digital é uma tendência?

Assim como em outros setores, uma boa gestão sabe que é possível tornar a rotina do RH mais eficaz e inteligente com a digitalização. Segundo o Ibope Conecta, cerca de 77% dos brasileiros procuraram emprego na internet, isso em 2018. E já existem muitos sites atuando como marketplace de talentos, isso não é novidade. 

O diferencial do momento é que algumas ferramentas se sobressaem por terem desenvolvido uma inteligência específica para o recrutamento digital. Em outras palavras, o software de recrutamento digital pode ser útil em diferentes situações para o RH.  

Os ATS - Applicant Tracking System - são os softwares que estão em alta. Isso porque possibilitam que as empresas encontrem profissionais com habilidades específicas, com mais facilidade. Além disso, você pode criar processos seletivos customizados, de acordo com suas necessidades. 

Outras ferramentas que merecem ser citadas são o CRM (Candidate Relationship Management) e o uso de chatbots. Elas podem auxiliar na hora de manter um bom relacionamento com as pessoas entrevistadas e demais talentos do banco. Os bots podem informar sobre status do processo e orientar sobre etapas, por exemplo.

Como o recrutamento digital funciona na prática?

Os ATS realizam diversas tarefas, como organizar o banco de talentos com filtros que permitem a busca de acordo com habilidades específicas. A diferença é que o próprio software conta com a inteligência de dados. Não é preciso dispor de uma pessoa que fique cadastrando e criando os filtros. A própria ferramenta permite a busca por expertises, formação, certificações, dentre outras informações.  

Outro ponto que vale a pena ser mencionado é a possibilidade de se criar determinados testes, para avaliar comportamento, comunicação, inglês, e muito mais. A inteligência de dados verifica os resultados e desbloqueia as etapas para a pessoa que se candidata, de acordo com os resultados gerados nos testes. 

O RH consegue ótimos resultados adotando o recrutamento digital

Por fim, a inteligência de dados avalia também qual a pessoa ideal para a vaga. As melhores candidaturas são selecionadas e isso colabora para diminuir o turnover. O tempo gasto também diminui, chegando em até 70% a menos para o fechamento de uma vaga. Nos processos seletivos tradicionais, há muitas etapas com várias entrevistas, testes, dinâmicas e muita papelada.  

Até a organização das entrevistas e a admissão pode ser feita com o ATS. Enfim, tudo para um RH mais ágil e estratégico

Gostaria de ver como funciona essa ferramenta para recrutamento digital na prática? Faça um teste grátis clicando aqui. O marketplace da abler já conta com mais de 1 milhão candidatos de diversos níveis, áreas e cidades. É muito fácil de usar! Confira.