Como trabalhar em recrutamento e seleção: especialização e crescimento

Fazer a triagem de currículos, identificar talentos, conduzir entrevistas e selecionar o candidato ideal para a vaga: muitos profissionais de RH sonham em se especializar nessas atividades. Mas como trabalhar em recrutamento e seleção?

A responsabilidade por trás dessa função é imensa. Afinal, os erros e acertos aqui ditam toda a produtividade (ou as falhas) da empresa a partir daquela contratação. É um alicerce que requer trabalho especializado.

Por isso mesmo, é uma área bem concorrida no RH. Para se destacar, você precisa se dedicar. Ver os resultados dos seus esforços é incrível, principalmente porque eles impulsionam seu próprio crescimento.

Está pronto para descobrir algumas dicas imprescindíveis? Continue lendo e entenda o melhor caminho para se especializar e se tornar um grande profissional!

Como trabalhar em recrutamento e seleção: os primeiros passos

Antes de qualquer coisa, é importante investir em aprendizado. Existem muitos caminhos possíveis para chegar ao recrutamento e seleção (R&S), incluindo graduações e cursos livres. É claro que a jornada será mais certeira se você já tem o objetivo definido.

Procure uma graduação em Gestão de Recursos Humanos. É um tecnólogo com duração média de dois anos, importante como base para entender tudo sobre RH. A partir daí, você pode focar em uma pós-graduação voltada especificamente para recrutamento e seleção.

Isso não significa que você não pode apostar na pós se tiver outra graduação. Muitos profissionais se formaram em Psicologia ou Administração, por exemplo. Construa o caminho que mais faz sentido para sua carreira.

Especializando-se

No âmbito de trabalhar suas habilidades em uma área específica, há outra decisão a ser tomada: qual o tipo de R&S no qual você quer se especializar?

Pense em alguns aspectos para responder. Por exemplo, você acha que se daria melhor com uma pós-graduação tradicional ou um MBA? Isso já ajuda a separar as instituições mais alinhadas com você. 

Também é possível pensar em variações de recrutamento. Sua meta pode ser identificar melhor as competências dos candidatos por meio de técnicas modernas. Ou, quem sabe, descobrir as maneiras mais acertadas de recrutar profissionais de cargos altos, de diretoria.

Como trabalhar em recrutamento e seleção: a adaptação

Você terá boas chances de entrar em uma empresa como profissional de R&S depois de se capacitar, mas a jornada não acaba aí! Manter seu desempenho positivo é essencial e, além disso, é claro que você quer crescer na sua posição, certo?

Para isso, entenda que cada empresa requer adaptação. Você já está acostumado a falar isso para os selecionados, mas não se esqueça de que o processo também ocorre com a sua chegada, com ainda mais força. Você precisa entender e se adaptar completamente à cultura do local, para repassar as expectativas aos candidatos e compreender se há uma boa compatibilidade entre os dois.

Atualizando-se

Você contrataria uma pessoa para um cargo relacionado à informática que ainda usa versões antigas do Windows? Não pense que só esse tipo de área deve se manter atualizada. O futuro do seu trabalho também está bastante relacionado à tecnologia!

Atualmente, não há como trabalhar em recrutamento e seleção sem o uso de ferramentas tecnológicas. Desde a divulgação de vagas até os meios de entrevistar alguém estão mudando — a pandemia comprovou isso em 2020. Portanto, esteja atento para não ficar para trás!

Um exemplo fundamental é o de softwares voltados exclusivamente para recrutamento e seleção. Nossa dica é que você experimente um deles para ver como seu trabalho pode ser facilitado. Aqui tem um teste grátis, aproveite!