O que o RH deve esperar de 2020? Quais serão as mudanças e inovações? Descubra todas as tendências para o RH em 2020.

Você provavelmente deve ter notado que as coisas mudaram muito no universo do RH nos últimos anos. E a previsão é que continue mudando e ainda mais rápido. Diante desse cenário em constante evolução e transformações é preciso se adequar às mudanças.

Estamos a menos de um mês de 2020, então vamos abordar algumas novidades no mundo RH que já estão sendo implementadas e que serão cruciais na sua rotina em breve.

Valorizar o capital humano é essencial para quem quer se manter relevante e em crescimento, adotar um RH estratégico deixou de ser um diferencial, trata-se de uma abordagem necessária para garantir a sobrevivência e continuidade de uma organização. 

O que há de novo para o RH em 2020? 

Que a área de Recursos Humanos está em constante transformação e desenvolvimento, não é nenhuma novidade, as pessoas estão o tempo todo mudando. 

No mundo ágil e tecnológico em que vivemos, essas mudanças surgem rapidamente, por isso é preciso estar preparado e atualizado sobre as novas práticas nesse cenário do RH, para que você e sua empresa acompanhem o mercado e desenhem as melhores estratégias de acordo com a realidade da organização. 

É importante frisar que o RH que não estiver atento às mudanças e disposto a se adaptar, corre o risco de ficar para trás e a empresa perder em termos de competitividade. 

Para te ajudar a estar atento às novidades do mercado, listamos as 6 tendências de RH para 2020 que são essenciais para um profissional antenado e preparado:

1. Liderança estratégica

Liderança Estratégica é a capacidade da empresa prover visão e inspiração aos seus liderados, alinhar e mobilizar as pessoas em torno de metas comuns, e desenvolver comprometimento e determinação. 

Por ser o setor responsável pelo capital humano da organização o RH precisa ter a cultura da promoção e do desenvolvimento de talentos. Isso favorece o alinhamento da liderança com os valores da empresa em que o colaborador deseja fazer carreira.

O RH deve estar alerta para a extinção dos chefes e promover a liderança estratégica dentro da cultura da empresa, realizar avaliações de desempenho,  possuir um diálogo próximo com os gestores de equipes para que facilite na identificação dos profissionais mais qualificados para a liderança mensurando o potencial de cada colaborador a partir dos critérios estabelecidos.

Muitas empresas já adotam a liderança estratégica como modelo de gestão e por consequência, estão mudando a cultura organizacional e alcançando a competitividade em seu mercado e fortalecendo também o employer branding.

Acredita-se que em 2020 esse modelos estará mais em alta ainda que esteve em 2019 como fator de competitividade.

2. People Analytics

Um dos fundamentos do novo RH e a gestão baseada em dados é uma das grandes tendências para o RH em 2020. 

O People Analytics é um bom exemplo de como a tecnologia pode ser usada para colocar o capital humano no centro do processo. Com o uso de métricas, passa a ser muito mais simples determinar quais fatores fazem os colaboradores serem produtivos.

Inclusive, facilita a identificação das pessoas com maior propensão a cargos de liderança. Essa capacidade garante planos de carreira mais efetivos e permanentes. 

Uma curiosidade sobre People Analytics é que foi criado pelo Google, para resolver demandas no processo de recrutamento. A empresa desenvolveu a tecnologia com foco na análise dos perfis de candidatos mais adequados à sua filosofia.

Parte desse contexto, o People Analytics pode ser definido como um conjunto de técnicas apoiadas por ferramentas tecnológicas. Seu objetivo é levantar e analisar informações relevantes aos colaboradores.

A partir desses dados, é possível extrair insights sobre o comportamento e perfil da equipe, diminuindo o índice de erro e aproveitando os talentos da melhor forma e ainda tornando a gestão mais estratégica. Conquistando melhor desempenho e otimizando a experiência do colaborador. 

3. Flexibilidade no registro de ponto

A gestão de ponto deixou de ser tão burocrática, e os sistemas automatizados são os principais impulsionadores dessa mudança tornando o RH mais estratégico e facilitando a rotina dos recrutadores. 

Com a digitalização e um controle otimizado, os profissionais de RH conseguem focar no que realmente importa: gestão de pessoas. Além de terem informações mais assertivas, seguras, deixando de lado processos manuais sujeitos a falhas, esquecimentos ou equívocos.

Automatizando, esses erros deixam de ser frequentes, pois o próprio sistema se torna responsável por gerar os relatórios e análises. 

4. Uso de softwares na gestão de pessoas

Redução de custos, aumento da produtividade, segurança de dados, recursos customizados, relatórios em tempo real, economia de tempo, identificação de talentos e muitos outros benefícios que sua gestão pode obter graças ao uso de softwares na gestão de pessoas, não acredita? A rotina de um RH não precisa ser complicada, faça o teste com o Abler

Quanto mais estratégico e bem estruturado for o recursos humanos na sua empresa, melhores serão os resultados e menos estressantes, facilitando a rotina dos gestores para que o foco seja no essencial: gestão de pessoas.

5. Gamificação

O termo gamificação vem do inglês gamification. Na prática significa usar técnicas de jogos para envolver, estimular e engajar as pessoas a desenvolverem determinadas ações. 

Agilidade é a bola da vez e a gamificação é uma ótima estratégia para desenvolvimento das pessoas dentro da empresa. Com formas tradicionais de aprendizagem entrando em desuso, a gamificação promove um aprendizado com inovação.

O RH pode trabalhar essa estratégia aplicando com a finalidade de  incentivar o aprendizado, estimular a performance, aumentar o engajamento, motivar as pessoas, promover o reconhecimento, melhorar a produtividade e até mesmo aumentar as vendas. 

6. RH Mobile e Flexibilidade

O mundo está cada vez mais mobile, acompanhar essa mudança de hábitos se torna necessário para quem quer se manter no mercado.  

Quando se fala em RH mobile, se trata de um trabalho que pode ser realizado em diversos lugares: co-workings, pontos remotos, casa e assim por diante. Isso permite uma rotina flexível sem expedientes maçantes em escritórios.

Inclusive, já existem inúmeras plataformas colaborativas permitindo que as pessoas colaborem com projetos de equipe simultaneamente e remotamente, trabalhando alinhados com um objetivo em comum mesmo separados geograficamente.

E como fica o RH depois de 2020?

As transformações que ocorrerem nos próximos 3 anos serão muito mais decisivas para a evolução da economia do que os 50 anos anteriores, sendo assim, tendências de RH até 2030 não se resumem apenas à intensificação da adoção de novas tecnologias.

Trata-se de um novo olhar sobre o material humano da empresa e sobre os processos realizados pela organização. Vai ter muito mais, essa é a verdade, mas conversaremos sobre isso em breve!

Então, como está sua empresa perante essas tendências de RH? 

Curtiu nosso conteúdo?  Tem alguma dúvida a respeito do tema?  Deixe nos comentários!