Holismo deriva da palavra grega holos e quando traduzida significa todo. O holismo pode ser aplicado ao mundo corporativo e em sua essência, possibilita uma gestão holística nos Recursos Humanos.

Mesmo sendo aplicado em diversos setores, inclusive o empresarial, o termo holismo não é muito popular, quando se fala do sistema holístico trata-se de qualquer sistema, desde ciências naturais, humanas, humanas aplicadas e até a própria filosofia.

Com uma visão do todo, as empresas e os colaboradores conseguem cumprir seu papel e aquelas que possuem essa visão, certamente, estarão a frente no mercado competitivo.

Neste artigo abordaremos a definição da Visão Holística, como ela pode ser aplicada no mundo corporativo, a Gestão Holística e sua importância.

Você também perceberá que possuir uma visão holística apesar de importante, não é tão simples, mas preparamos algumas dicas para transformar sua gestão.

O que é Visão Holística?

De modo geral, a visão holística significa observar ou analisar algo ou alguma área da vida de forma global, ou seja, como um todo e não de maneira fragmentada.

A visão holística é muito abordada no meio empresarial e educacional.

Nesses âmbitos, ela tem por intuito observar e atuar de forma completa e global, seja na administração da empresa ou na formação e educação de um indivíduo.

O Holismo no mundo corporativo

O pensamento holístico trata-se de uma análise completa e integral de uma organização, ou seja, enxergar a empresa como um todo e não apenas como a união dos setores e partes que se unem para realizar determinadas tarefas e trabalhos individuais.

Ao implantar uma administração holística a empresa pode adquirir mais reconhecimento e importância.

Gestão Holística dos Recursos Humanos

Se a gestão holística da organização contempla todos os pontos de vista relacionados com a empresa, e não só o ponto de vista financeiro, o novo paradigma holístico dos RH humaniza a gestão de pessoas tendo em conta a vida dos funcionários como um todo indivisível.

Como melhorar a gestão do colaborador enxergando-o como indivíduo? Através do fornecimento de benefícios, programas educacionais e recompensas que ajudam a cuidar do bem-estar total dos funcionários.

Diante das dificuldades das empresas de reter e manter os talentos, numa época em que muitos trabalhadores de alto gabarito conseguem escolher seu empregador, surgiu a tendência de fusionar a vida no trabalho com a vida particular.

O novo pensamento gerencial vem reforçado e motivado pelas últimas tendências de humanização das melhores escolas europeias de management, que há anos vêm potenciando ferramentas relacionadas com a inteligência emocional e o autoconhecimento.

A constante procura de lucro não se opõe ao bem-estar (corpo – mente – espírito) e satisfação dos seus trabalhadores. É difícil achar um equilíbrio neste aspecto, mas aquelas organizações que o conseguem estão se aproximando a uma notável melhora no rendimento, competitividade, inovação e compromisso dos seus funcionários.

Possuir uma visão holística apesar de importante, não é tão simples.

O setor administrativo deve estar livre de uma visão distorcida da empresa ou da área de atuação e isso advém da superespecialização praticada por algumas empresas, pela prática de centralização de decisão e autonomia.

Assim, com a falta de delegação de autonomia e responsabilidades o que pode ocorrer é também a falta de visão sistêmica.

Como implantar uma gestão holística nas empresas?

A visão holística nas empresas é uma característica determinante para que seja formada uma imagem única da empresa para os vários elementos que a compõe: informações, estratégias, atividades, recursos humanos e elementos intrínsecos.

Tais como: cultura da empresa, qualificação profissional e outros.

Determinando como os elementos interagem de forma sistêmica.

A partir da intensa procura de vantagem competitiva, as organizações, aplicam um modelo de Gestão por Competências.

Com o intuito de alinhar seu plano estratégico (visão, missão, valores, objetivos e metas) com os seus processos de negócios e seus objetivos estratégicos (diminuir custos, incrementar produtividade, incrementar a participação, utilização de uma liderança efetiva, etc).

Esse alinhamento é um Modelo de Gestão Holística, ou seja, um modelo sistêmico que reconhece a articulação interdependente de todos e cada uma das partes que constitui uma organização.

Os elementos que formam o modelo são os processos, a tecnologia e os recursos.

Desenvolver uma visão holística desde a gestão significa, primeiramente, enxergar a empresa como ela é, todos precisam estar alinhados quanto às estratégias, atividades e cultura empresarial.

Para que uma estratégia de talentos funcione, é crucial uma abordagem holística do RH que vincule vários aspectos da função de Recursos Humanos.

Ter uma estrutura de gerenciamento de talentos dispendiosa instalada sem um ambiente para oferecer suporte pode não garantir resultados.

Vamos te ajudar a transformar a sua gestão com essas dicas, abaixo:

– Conhecer sua empresa é essencial, faça uma análise geral desde gestão de pessoas até fornecedores. Perceba o clima, a cultura organizacional e como todos se relacionam.

– Estude seus concorrentes, esteja atento(a) ao mercado e os impactos que podem causar a sua empresa.

– Tenha visão, missão e valores.

É parte da administração holística identificar e determinar a essência de uma empresa, é a partir da definição desses pontos que os perfis com visão holística serão desenvolvidos.

Desenvolver uma visão holística requer muita observação, mas o resultado é extremamente satisfatório.

A importância da Teoria Geral de Sistemas (TGS)

Essa teoria traz uma forma de pensar e avaliar a organização onde as partes compõem o todo e o todo determina o comportamento das partes.

Focando no sistêmico o lucro deixa de ser o objetivo e passa a ser uma consequência de todos os resultados da empresa.

AS funções continuam existindo, o que muda é a estrutura dos cargos.

Possibilitando assim o surgimento de líderes e orientadores gerando uma comunicação mais ampla entre equipes, reduzindo a competitividade entre setores.

A gestão holística de uma empresa, então, implica que ela não pode ser vista como um conjunto de departamentos (departamentalização) que executam atividades isoladas.

Mas sim como um conjunto único, aberto, e de constante interação.

Agora que está esclarecido o conceito holismo e seus derivados, como você pretende aplicá-lo na sua empresa?