Empatia, autogestão das emoções e autoconhecimento: essas são só algumas das inúmeras características de pessoas que possuem inteligência emocional. Pessoas desse tipo costumam ter sucesso não só em suas escolhas pessoais, como também nas profissionais.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas para melhorar a gestão de conflitos na sua empresa

Cada vez mais, as empresas estão procurando por profissionais que tenham habilidades e facilidade em lidar com seus sentimentos e responsabilidades, pensando não só em si, como também no próximo. Além de tornar o ambiente de trabalho agradável, resulta, ainda, no bem-estar dos colaboradores.

Mas afinal, o que é a inteligência emocional? E como ela pode ajudar a sua empresa?

Então, neste artigo vamos te explicar sobre esses aspectos que ajudarão muito na hora de contratar excelentes profissionais para auxiliarem no crescimento da sua organização.

O que é a inteligência emocional? 

Muitos profissionais (dentro e fora do mercado) e líderes, mesmo sem perceber, possuem inteligência emocional. Definitivamente, isso nada mais é que gerir suas próprias emoções a fim de apresentar resultados positivos e promoção do bem-estar. Esse conceito da psicologia, descreve pessoas que conseguem entender suas emoções e também de outras pessoas. 

undefined

No livro Inteligência Emocional, o autor Ph.D Daniel Goleman menciona que a inteligência emocional é “a capacidade de criar motivações para si próprio e de persistir num objetivo apesar dos percalços".  Além disso, "controlar impulsos e saber aguardar pela satisfação de seus desejos; se manter em bom estado de espírito e de impedir que a ansiedade interfira na capacidade de raciocinar; de ser empático e autoconfiante”. 

Ademais, pessoas que possuem essas características lidam muito bem com diversas situações do cotidiano. Contudo, mesmo em momentos tensos no dia a dia, o profissional que possui essa habilidade, consegue manter controle e agir de maneira tranquila. Por esse motivo, é tão essencial encontrar talentos desse tipo.

Em pesquisa divulgada pelo G1, feita pelo PageGroup, as principais habilidades comportamentais mais valorizadas pelos líderes de grandes empresas da América Latina são: trabalho em equipe (47,5%), inteligência emocional (33,8%) e comunicação assertiva (28,8%). São diversas características que um inteligente emocional possui e é fácil reconhecê-las.

Vale ressaltar que pessoas que não possuem essa habilidade — foco do nosso texto —, acabam agindo com impulso em diversos momentos. Isso, podendo gerar situações de muito conflito. As mesmas que ocasionam em um mau desenvolvimento do trabalho e das atividades do dia a dia no corporativo. 

Características de um profissional que domina essa habilidade:

  • Controle emocional: a pessoa possui controle sobre suas emoções. Por exemplo, não deixar que situações pessoais lhe afetem no ambiente de trabalho;

  • Empatia: o profissional possui empatia. Entende o ambiente que está trabalhando, entende seus colegas e líderes. Ainda, procura ajudá-los no que precisam;

  • Autogestão: autogerir-se é outra característica. Além de entender seu próprio trabalho, o profissional é também extremamente responsável com suas tarefas, seus horários e seus resultados;

  • Manter boas relações: manter boas relações no ambiente profissional é essencial. Principalmente para tornar o trabalho mais agradável. Esse, é outro pilar imprescindível quando se fala de inteligência emocional;

  • Gestão de conflitos: principalmente líderes devem ter essa habilidade, pois é fundamental manter o equilíbrio entre o emocional e o racional quando se trata de conflitos dentro da empresa; 

  • Gratidão: ser grato é outro aspecto importante. Quando se percebe que a gratidão é necessária, fazer o trabalho diário fica muito mais leve. Em síntese, viver torna-se ainda mais fácil;

  • Motivação: automotivar-se é necessário, principalmente em momentos difíceis. Muitas vezes, quando as pessoas se sentem desanimadas, o trabalho tende a não render. Por esse motivo, é fundamental encontrar uma motivação diária;

  • Autoconhecimento: esse também é outro fator bastante importante. É necessário que o profissional conheça suas forças, suas dificuldades, seus pontos a melhorar, etc. Afinal, é indispensável conhecer sobre suas emoções, para assim conseguir geri-las de forma adequada. Em suma, quando a pessoa sabe sobre si mesmo, é ainda mais fácil mudar o que é negativo para o desenvolvimento do trabalho.

Como a inteligência emocional pode contribuir para a empresa

Como já mencionado nas características acima, a inteligência emocional é essencial para o bem-estar corporativo. Além de tornar o ambiente de trabalho agradável para realização das atividades rotineiras, traz resultados positivos.

undefined

Em primeiro lugar, é da produtividade que os resultados positivos são frutos. Quando se tem profissionais dispostos a melhorarem o ambiente de trabalho, o resto torna-se fluido. Em segundo lugar, as relações no local de trabalho ficam melhores. Pois, com empatia e compreensão, os conflitos quase não existem e as opiniões são respeitadas.

Para concluir, pode-se dizer que o tempo e o rendimento dos funcionários da organização é ainda melhor otimizado. Porém, fica a questão, como a empresa pode desenvolver essa habilidade em seus funcionários (que ainda não possuem)? Para esta finalidade, serão necessárias algumas medidas. Por exemplo, treinamentos internos, feedbacks aos profissionais, auxílio nas futuras contratações, etc.

Para isso, conheça ainda melhor a Abler. Aqui, conectamos empresas que buscam contratar novos talentos a candidatos que buscam novas oportunidades, ambos, priorizando a inteligência emocional.

Já se você deseja saber mais sobre o assunto, há diversos livros na área. Por exemplo: Mindset: A nova psicologia do sucesso da autora Carol S. Dweck, Inteligência Emocional do autor Daniel Goleman (como já foi citado no artigo), entre outros. 

Implemente a inteligência emocional

Percebeu a importância da inteligência emocional? Ao escolher um candidato a uma vaga, é fundamental perceber se possuem essa habilidade. Em outras palavras, empresas de sucesso buscam por talentos que não pensem só em si. Similarmente, que possuam empatia, autogestão e autorresponsabilidade.

undefined

Além do mais, profissionais inteligentes emocionalmente tratam as tarefas do dia a dia com leveza. Porém, sempre com bastante seriedade e comprometimento. Da mesma forma, sabem trabalhar em equipe e apresentam bons resultados.

Agora, se você procura, para a sua empresa, profissionais com qualidades de inteligência emocional, conheça o treinamento gratuito sobre Inteligência Emocional e repasse para seus colaboradores. Uma grande oportunidade de crescimento para essa habilidade super importante no mercado e na vida.