Modelo híbrido de trabalho: o que esperar como se preparar para ele?

Com as mudanças provocadas pela pandemia, o modelo híbrido de trabalho é uma das tendências que surgem para o futuro do mercado. A experiência do home office e o retorno das atividades profissionais em muitos lugares, levou muitas empresas a repensarem o modelo de trabalho e as mudanças que vêm pela frente.

Para entender essa questão, vamos observar o panorama de saúde mental dos trabalhadores. Para se ter ideia, uma pesquisa feita pela Capita, em 2019, revelou que 45% dos entrevistados haviam considerado deixar um emprego devido ao estresse gerado. 

Com isso, o home office pode representar mais bem-estar e economia de tempo do que a vida no escritório. Mas também pode ser estressante devido à falta de separação da vida pessoal e profissional, além das possíveis falhas de comunicação. Indo muito além disso, existe o desafio para as empresas em manter times engajados, controlar a produtividade e atingimento de metas e fortalecer a cultura organizacional, mesmo à distância.

Dessa forma, a solução pode ser o "caminho do meio". A seguir, vamos saber mais sobre esse modelo e entender como se pode implementá-lo. 

O que é o modelo híbrido de trabalho?

No modelo híbrido, a pessoa ganha autonomia para realizar o seu trabalho em casa e na sede da empresa – ou em escritórios flexíveis, como o coworking. Dessa forma, é possível trabalhar da forma que achar melhor e ainda manter a qualidade de vida. 

Afinal, o home office pode ser muito útil para não perder tempo no trânsito, enquanto a convivência no escritório pode ser benéfica para as relações de trabalho. Também não se pode esquecer do cenário da pandemia, que antecipou essa tendência. 

Essa ideia tem ganhado a opinião de muitas pessoas no mercado de trabalho. De acordo com uma pesquisa da Robert Half, 221 dos 300 entrevistados afirmam que apoiariam uma equipe no modelo de trabalho híbrido. 

Como implementar esse modelo?

É preciso ter atenção para que o modelo híbrido de trabalho não se torne uma bagunça na empresa. Confira as dicas abaixo:

Organizar a forma de comunicação

Para não ter confusão entre a equipe, o ideal é decidir qual será a forma de comunicação utilizada. Seja por videochamada ou por plataformas de mensagens, é importante que tudo seja centralizado em um só lugar. Assim, é mais fácil que todos tenham acesso às mesmas informações. 

Outro ponto importante é a comunicação clara e de comum acordo entre os colaboradores. Criar iniciativas em que os colegas possam decidir os dias e horários da semana para ir ao escritório é importante para manter um clima organizacional. Isso vale também para áreas que necessitam de mais proximidade entre elas no cotidiano de trabalho. Por exemplo: você pode estipular um dia da semana para as áreas de marketing e produto se reunirem e trabalharem presencialmente para alinhamentos ou ações estratégicas.

Aprimorar o uso de tecnologias

É hora de aprender mais sobre as soluções digitais que podem facilitar o trabalho. Para isso, pesquise plataformas de gerenciamento ou formas de armazenamento de dados que podem ser acessadas remotamente. Além disso, vale ressaltar que é preciso investir na proteção dessas informações como, por exemplo, com um antivírus corporativo.  

Manter a comunicação com a equipe

Para conseguir gerir o time, é preciso acompanhar o andamento dos projetos para identificar quaisquer problemas que possam surgir. Não se trata de cobrança o tempo inteiro, mas apenas uma forma de se manter a par da situação. A comunicação também é importante para se conectar com as pessoas ou até para ter insights de ações de endomarketing, que se tornam mais importantes nesse modelo. 

 Com tudo isso, vale lembrar que é preciso tomar cuidado para não repetir linhas de pensamento que só visam a fiscalização das horas trabalhadas. Dessa forma, com o foco na produtividade e no bem-estar do colaborador, é possível começar um novo capítulo na relação com o trabalho. 

Em meio a tantas mudanças no trabalho, como fazer o melhor recrutamento possível para novas estratégias? Descubra em nosso ebook gratuito.