Como andam os processos de negociação e gestão de conflitos na sua empresa? Os confrontos surgem em ambientes mais variados possíveis, seja por diferenças culturais, maneiras de lidar com os acontecimentos do trabalho, divergências e crenças. O importante é compreender que as diferenças de ideias e opiniões são benéficas, quando bem geridas, e contribuem para a chegada de soluções inovadoras.

O conflito ocorre quando uma pessoa percebe que a outra se opõe às suas ideias. Assim, se não forem bem geridos, com uma negociação ganha-ganha, ele pode influir de forma negativa no clima organizacional e na produtividade da equipe.

Mas como transformar as divergências em benefícios para o seu negócio? Descubra agora com as dicas que apresentamos a seguir.

1. Entenda a importância da negociação e gestão de conflitos

Não podemos nos omitir diante dos conflitos e diferenças que surgem no trabalho. Eles devem ser observados com atenção e resolvidos prontamente. Caso contrário, o conflito pode se agravar, ficando cada vez mais longe de uma solução pacífica e positiva.

Entenda os confrontos como uma chance de crescimento pessoal e empresarial por meio do aprendizado das experiências positivas das partes envolvidas. Dessa forma, eles mudam de ameaças para oportunidades e se tornam um motor de inovação. Portanto, o desafio não é evitar o conflito, mas saber gerenciá-lo de forma correta e produtiva.

2. Investigue as razões que levaram ao conflito

Busque o maior número de dados possível, para saber o que gerou o conflito. Investigue também tudo sobre as causas e suas possíveis soluções. Para tanto, responda a perguntas como:

  • Que processo ou fator gerou o conflito?

  • Quem são os envolvidos?

  • Quais as ideias e opiniões de cada parte?

  • Qual o perfil comportamental dos envolvidos?

3. Trace uma estratégia para a negociação

Em qualquer negociação, devemos ter clareza sobre nossos objetivos e como iremos alcançá-los. Além disso, devemos identificar nossos pontos fortes para nos apoiarmos neles e detectar nossas fraquezas, para saber como superá-las.

Para resolver o conflito é bom fazer uma lista das possíveis ameaças que podem surgir e o que pode ser feito para saná-las. Também é vital abordar a negociação com estratégias claras e táticas específicas para evitar erros.

4. Tenha um processo de comunicação eficiente

Observe o comportamento das pessoas envolvidas, preste atenção à linguagem corporal e à fala das pessoas. Além disso, é importante fazer perguntas para identificar os pontos onde atacar o conflito e ter uma melhor solução.

Ouça com atenção e procure achar os pontos positivos e convergentes de cada lado. Assim você poderá chegar a uma negociação que traga ganhos para a empresa e preserve a paz nas relações de trabalho.

5. Documente as decisões tomadas na negociação e gestão de conflitos

Você precisa registrar as causas do conflito, os processos e tarefas envolvidas e as ideias e opiniões de cada parte. Além disso, deve anotar todas as mudanças feitas em virtude do acordo e os pontos onde é possível ser mais flexível.

Mantenha um registro fiel do que foi tratado, assim você pode rever alguns pontos que considere necessário abordar de novo, além de evitar novos conflitos por motivos que já foram tratados.

A negociação e gestão de conflitos são processos cruciais dentro de qualquer organização. Isso porque as divergências sempre devem ser vistas como meios para o crescimento e inovação no negócio, colaborando para o alcance de um bom destaque no mercado.

Para deixar a gestão de RH mais simples e dinâmica é vital contar com um processo de seleção eficaz. Dessa forma, é possível contratar os talentos ideais e construir times diversos, sólidos e produtivos.

Quer contar com o melhor software para melhorar seu processo seletivo e facilitar a negociação e gestão de conflitos na sua empresa? Faça o teste grátis agora!