Como saber se o processo de recrutamento está indo bem? Além da qualidade do trabalho exercidos pelos profissionais contratados, a empresa também precisa avaliar outros aspectos.

Entretanto, podem surgir dúvidas sobre o que e como medir. Para resolver o problema, apresentamos as métricas que o RH precisa aplicar. Acompanhe!

Por que mensurar a seleção de candidatos?

O respeitado consultor administrativo Edward Deming afirmou que “o que não se mede, não se gerencia”.

Essa frase traz uma grande verdade para qualquer metodologia corporativa, ou que se deseja melhorar.

A princípio, podemos afirmar que sem obter dados claros sobre os processos, fica difícil identificar gargalos e promover as mudanças adequadas.

Ou seja, a fim de contratar melhor, sua empresa deve aplicar indicadores sobre o recrutamento e seleção de talentos.

Dessa maneira, é possível identificar problemas, assim como estabelecer estratégias para resolvê-los.

Quais métricas acompanhar no processo de recrutamento?

Entenda quais indicadores você pode atribuir às seleções da sua empresa, independentemente do porte ou do nicho de atuação.

Custo de contratação

Todo processo seletivo gera gastos para a empresa, por envolver os aspectos a seguir:

  • horas do RH dedicadas à tarefa;

  • participação de headhunters;

  • contratação de softwares;

  • anúncios em sites de emprego pagos;

  • implementação de testes e dinâmicas.

O RH precisa acompanhar esses custos. Da mesma forma, reduzi-los ao máximo quando possível, porém sem afetar a qualidade do processo.

Portanto, a partir do acompanhamento dos valores, o departamento pode calcular o custo médio de contratação.

Para isso, a fórmula usada é a seguinte: divisão do total gasto pelo número de vagas preenchidas.

Tempo médio de contratação

Uma vaga que permanece muito tempo em aberto afeta o fluxo de tarefas e sobrecarrega a equipe. Também pode ser indicador de condições abaixo do mercado, além da dificuldade para encontrar profissionais qualificados.

Por isso, o tempo médio necessário para o recrutamento e seleção deve ser acompanhado. Para o cálculo, divida o período gasto para a contratação pelo número de pessoas contratadas.

Funil de contratação

Uma empresa recebe um grande número de currículos após o anúncio de uma vaga. No entanto, é importante entender o fluxo de um perfil até a contratação.

Para essas aplicações, o funil torna-se um eficiente indicador. Dessa forma, uma vez implementado, ele começa a agir desde a triagem dos currículos. Além disso, mostra o percentual de perfis aprovados em cada etapa.

genty é a ferramenta de análise comportamental para avaliar competências

Em conclusão, a avaliação desse caminho percorrido esclarece questões, por exemplo, fases que precisam ser melhor elaboradas, ou o uso de ferramentas mais eficazes.

Turnover em contratações recentes

Uma taxa de rotatividade alta entre funcionários contratados há pouco tempo (até 3 meses) indica falhas no processo seletivo.

Podem ser problemas de engajamento, ou de identificação com a cultura organizacional. Além disso, alguns profissionais sentem dificuldade de se ambientar com os colegas ou com o ritmo de trabalho. 

De qualquer forma, é provável que a permanência do profissional na empresa mostre a qualidade da seleção de candidatos.

Se na sua organização, muitas pessoas saem já nos primeiros meses, é provável que o processo de recrutamento precise ser revisto.

E para a sua equipe, quais são as maiores dificuldades do processo de recrutamento? Além da demora, alto custo e rotatividade elevada, algumas questões são próprias do negócio. Por isso, avalie qual indicador a mais aplicar para trabalhar o que é importante na sua empresa.

undefined

Outra boa dica é adotar softwares para otimizar e dar assertividade à seleção de candidatos. Que tal fazer um teste grátis da nossa ferramenta? Clique aqui no link!

É hora de revolucionar o Recrutamento e Seleção em sua empresa. Teste grátis.