Você sabia que os erros nos processos seletivos atingem mais de 70% das organizações? Às vezes, o problema tem ligação com a falta de profissionalismo e preparo no setor de recrutamento e seleção, se refletindo em contratações equivocadas para os cargos.

Desse modo, as consequências vão além das questões financeiras e podem se refletir em várias outras áreas. Por isso, vale estudar ideias para explorar o universo de recrutamento e seleção, passando por conhecer os principais tipos.

É justamente sobre isso que se trata este post. Você vai ver um pouco sobre os principais modelos, quais são os pontos mais importantes de cada um deles e vários outros aspectos. Vamos lá?

Contratando as pessoas certas

undefined

Se você tem dificuldade para contratar as pessoas certas, talvez esteja olhando para o lugar errado. Há tipos diferentes de recrutamento e seleção que correspondem às necessidades e ao perfil da empresa. Você vai conhecer alguns dos principais ao longo dos próximos tópicos.

Recrutamento interno

Embora a primeira imagem que cruze a mente da maior parte das pessoas ao falar em admissão de funcionários seja a de contratação de novas pessoas, o recrutamento interno funciona a partir de uma lógica um pouco diferente.

Aqui, o foco é aproveitar profissionais que já fazem parte da empresa, ou seja, trazer à tona uma nova função. Pode ser feito antes do processo tradicional, ajudando a aproveitar talentos e a prolongar suas carreiras. Desse modo, a tendência é a valorização da equipe.

Recrutamento externo

O recrutamento externo é um processo com o qual você provavelmente já entrou em contato. Aqui, a ideia é inversa à anterior e um profissional de fora da empresa é escolhido. Esse costuma ser o foco de boa parte das pessoas no mercado de trabalho.

Se o recrutamento e seleção no modelo anterior considera a motivação dos funcionários, o externo agrega novidades à empresa. Desse modo, o recrutamento é feito por várias fontes. Isso inclui:

  • anúncios de emprego;

  • indicações de profissionais;

  • universidades;

  • arquivo de outros candidatos;

  • contatos e por aí vai.

Recrutamento misto

O recrutamento misto une ideias do modelo interno e externo. Há a priorização dos profissionais que já estão dentro da empresa, economizando gastos e valorizando os talentos da organização. Mas se os candidatos não contarem com a qualificação ideal, a vaga pode ser aberta ao público.

Em algumas empresas, os processos são feitos simultaneamente. Desse modo, tanto pessoas de dentro da empresa quanto de fora concorrem. Embora exija uma dedicação maior na elaboração do processo, as contratações tendem a ser mais precisas.

Recrutamento online

O recrutamento online é um modelo mais ágil que conta com pouco contato presencial, com vagas e candidaturas feitas à distância. O trabalho fica ainda mais produtivo com o auxílio de um software de R&S, automatizando várias etapas que exigiriam uma boa dose de tempo se feitas manualmente.

Conhecer os tipos de recrutamento e seleção é útil para definir o perfil de contratação e dar início ao processo seletivo. Embora a escolha envolva a análise de vários fatores, o recrutamento remoto tem se tornado uma tendência cada vez mais presente no mercado de trabalho.

Por isso, os softwares de R&S ficam em alta. Especialmente quando contam com funcionalidades como triagem automática, centralização, cadastro de currículos e testes online. A tecnologia facilita o trabalho em vários setores e o RH não é uma exceção.

E você? O que acha de investir em um software de recrutamento e seleção capaz de facilitar o fechamento das vagas e otimizar os processos em até 70%? Então, não deixe de visitar o site da Abler e conhecer a solução que preparamos para você!